Fim da Mixer: Parceria com FB.GG e como isso afeta o mercado?

Mixer será encerrada e Facebook Gaming vira parceira da Microsoft

O ano de 2020 está sendo marcado por inúmeras baixas, e a mais recente vem do universo de streamers e lives na internet: É o fim da Mixer, plataforma de lives da Microsoft.

O comunicado que pegou todos de supresa, só não foi mais inesperado do que a parceria firmada com o Facebook Gaming, que irá assumir o espaço da antiga rival na internet e no Xbox.

A data para encerramento da Mixer já foi anunciada para 22 de julho de 2020, depois disso o site irá redirecionar para o FB.GG, os apps deixarão de funcionar e existir nas lojas do Android ou iOS.

Agora a grande pergunta que fica é: Quais serão os impactos dessa decisão para os usuários, streamers e o mercado? Confira mais detalhes logo abaixo.

Mixer não foi comprada, mas sim encerrada!

Mixer não foi comprada, mas sim encerrada pela Microsoft

Diferente do que muitos estão divulgando ou achando que aconteceu, a Microsoft não vendeu a Mixer para o Facebook, mas sim encerrou a plataforma, como confirmado por Phil Spencer numa entrevista ao Polygon.

Ou seja, o Facebook Gaming não está assumindo a operação da Mixer, mas sim sendo a opção alternativa apoiada pela Microsoft, que abandonou a sua própria.

Tanto os streamers quanto os usuários não terão suas contas migradas automaticamente para o Facebook Gaming, e todo o conteúdo da Mixer será apagado após a data de encerramento.

Facebook Gaming não deve adotar tecnologia da Mixer

Facebook Gaming não deve adotar tecnologias da plataforma da Microsoft

Apesar da Microsoft mencionar que buscou o Facebook Gaming como parceira ao invés de investir mais na Mixer, a plataforma FB.GG não deve adotar a tecnologia da antiga rival.

Isso pode ser bastante decepcionante, tanto aos streamers quanto usuários, já que todos terão que se adaptar a uma nova plataforma que é completamente diferente em relação a antiga.

E pior, existem fortes críticas em relação a plataforma de lives do Facebook, tanto em questão de recursos para streamers, quanto em qualidade de uso para os usuários.

FB.GG vai honrar contratos e monetização dos streamers

Streamers migrados devem manter contratos e monetização no FB.GG

Tanto a Mixer quanto o Facebook Gaming parecem estar bem entrosados em fazer uma transição tranquila para os streamers, principalmente aqueles que tem contratos ou participam de algum programa de monetização.

Segundo o comunicado de ambas empresas, os benefícios concedidos na Mixer devem ser honrados pelo Facebook Gaming da maneira mais próxima possível.

Emails com instruções de como prosseguir com essa transição já estão sendo enviados aos streamers, mas caso essa oferta não lhe interesse, você está liberado a procurar outra plataforma de lives agora com o fim da Mixer.

Se você é streamer na Mixer, recomendamos que leia as publicações oficias sobre o assunto:

É o fim da plataforma de lives que tinha mais potencial

O fim da Mixer encerra uma fase do mercado de streamers

Se existia uma plataforma de lives que podia fazer frente a liderança da Twitch era a Mixer, que surgiu com uma proposta extremamente competitiva da Microsoft para o setor.

Como toda estreante, é obvio que o começo da Mixer foi marcado por problemas, bugs e falta de recursos. Mas não demorou muito para que ela se desenvolvesse a ponto de ter algumas de suas idéias adotas por rivais.

E com uma gigante da tecnologia por trás, que ainda era dona de um vídeo game super popular (Xbox), a Mixer era a plataforma de lives que tinha mais potencial para fazer sucesso entre os streamers e usuários.

É plausível enxergar a plataforma como um hub de entretimento para gamers do Xbox e Windows, contando inclusive com integrações para tornar as lives mais interativas, por exemplo. Infelizmente isso não se concretizou.

Novamente os problemas do terreno alugado na internet

Problemas do terreno alugado na internet

Se você era streamer na Mixer, e construiu todo o seu projeto focado somente nesta plataforma de lives, deve estar agora com um certo medo sobre o futuro do seu projeto.

Afinal, tudo o que você construiu durante sua estadia na plataforma será apagado para sempre. E mesmo que você vá para o FB.GG, terá que começar novamente do zero.

É neste momento que os problemas do terreno alugado na internet se destaca, pois é quando algo deste nível acontece que muitos percebem que não são donos de nada ali, mas sim meros inquilinos virtuais.

Que fique a lição dada pelo velho ditado popular: Nunca ponha todos os ovos numa mesma cesta! Ou seja, tenha um projeto em múltiplos canais e fidelize sua audiência em cada um deles, evitando assim problemas como este.

Quais alternativas usar após o fim da Mixer?

As principais plataformas de lives alternativas

Apesar do Facebook Gaming estar sendo apoiado como a substituta da Mixer pela Microsoft, a tendência é que a grande maioria dos streamers e o público optem por outras alternativas da internet.

A Twitch deve ser a principal escolha da maioria, seguida pelo YouTube, ambas plataformas de longa data e que já dominavam o mercado antes da Mixer.

Muitos streamers também podem acabar indo para outras plataformas menores, como a Nimo, afim de conseguir contratos ou monetização melhores do que nas plataformas principais.

Conclusão sobre o fim da Mixer

Os impactos sobre o fim da Mixer na internet

Com o encerramento da Mixer, a Microsoft desiste de uma boa aposta que ele poderia ter dado mais atenção, mas que agora entra para a história como mais uma plataforma de lives que fracassou.

Apesar de uma opção a menos, o mercado não deve sentir fortes mudanças, inclusive o próprio Facebook Gaming não deve se popularizar mais rapidamente, mesmo tendo o apoio oficial da sua antiga competidora.

Quem saiu ganhando com toda essa situação foi a Twitch e YouTube, tanto Amazon quanto Google vão se beneficiar muito mais do que a parceria firmada entre a Microsoft e Facebook.

Obrigado Mixer, mas você tinha muito mais para oferecer ainda, só não teve a devida chance.

Descance em paz: 2016–2020.


Se você também foi pego pela notícia do fim da Mixer e parceria com o Facebook Gaming, não deixe de comentar sua opinião abaixo sobre o assunto.

Também nos ajude a compartilhar esse conteúdo, afinal, esse acontecimento interessa a todos os streamers, e não só aqueles que estavam na plataforma da Microsoft, ou quem já atua no Facebook Gaming.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *